Skip to main content
Desenvolvimento de Sites

Como desativar o Google AMP no WordPress corretamente

O (Accelerated Mobile Pages) é uma iniciativa de código aberto que visa acelerar o carregamento de páginas da web em dispositivos móveis, proporcionando uma melhor experiência de usuário. No entanto, muitos blogueiros e proprietários de sites que inicialmente adotaram o estão optando por desativá-lo por várias razões. As páginas AMP podem resultar em conversões mais baixas, menos visualizações de página e menor engajamento. Além disso, a versão mais recente do não é compatível com o Google AMP. Neste artigo, aprenderemos como desativar corretamente o Google AMP no .

Desativando o Google AMP no WordPress

Desativando o plugin do Google AMP

Existem diferentes plugins do WordPress que oferecem suporte ao Google AMP. No entanto, as configurações básicas para desativá-lo são semelhantes, independentemente do plugin que você esteja usando.

Acesse o painel administrativo do WordPress e vá para “Plugins” e “Plugins Instalados”. Localize o plugin do Google AMP e clique em “Desativar”.

Configurando redirecionamentos para páginas AMP

A desativação do plugin removerá a versão AMP dos seus artigos do site. No entanto, se essas páginas já foram indexadas pelo Google, elas continuarão aparecendo nos resultados de pesquisa e resultarão em erros 404 quando acessadas. Para resolver esse problema, é necessário configurar redirecionamentos das páginas AMP para as versões não-AMP.

Existem duas maneiras de configurar os redirecionamentos: usando um plugin ou editando o arquivo .htaccess.

Configurando redirecionamentos com plugins

O uso de um plugin para facilitar o processo é recomendado para usuários com menos experiência, pois basta instalar e ativar um plugin para aplicar a regra de redirecionamento. Assim, as páginas AMP serão redirecionadas para as versões não-AMP correspondentes.

Configurando redirecionamentos manualmente no arquivo .htaccess

Acesse o seu servidor usando um cliente FTP ou o Gerenciador de Arquivos no painel de controle do seu provedor de hospedagem. Localize o arquivo .htaccess na pasta raiz do seu site e adicione o seguinte código no final do arquivo:

RewriteEngine On
RewriteCond %{REQUEST_URI} (.+)/amp(.*)$
RewriteRule ^ %1/ [R=301,L]

Salve as alterações e faça o upload do arquivo .htaccess atualizado para o servidor.

Embora o Google AMP tenha seus benefícios, desativá-lo pode ser a escolha certa para muitos sites WordPress, especialmente devido à incompatibilidade com o , redução nas taxas de conversão, menor número de visualizações de página em dispositivos móveis e menor engajamento do usuário. Desativar o AMP envolve desativar o plugin correspondente e configurar redirecionamentos para garantir que os visitantes sejam direcionados corretamente para as versões não-AMP do seu conteúdo. Avalie cuidadosamente as características do seu site e os resultados obtidos com o AMP antes de tomar uma decisão.

Vale a pena desativar o Google AMP no WordPress?

Há várias razões pelas quais você pode querer desativá o Google AMP no seu site WordPress embora a intenção do Google AMP seja melhorar o desempenho e a velocidade de carregamento em dispositivos móveis.

Incompatibilidade com o Google Analytics 4 (GA4)

O Google Analytics 4 (GA4) é a versão mais recente do Google Analytics e oferece recursos e métricas aprimorados. No entanto, o GA4 não oferece suporte ao Google AMP no momento, o que significa que você não terá acesso aos dados de visitantes das páginas AMP. Como o Google pretende descontinuar o Universal Analytics em breve, é recomendável configurar o GA4 e usar ambas as versões simultaneamente para proteger seus dados e aproveitar os recursos avançados do GA4.

Redução das taxas de conversão

O Google AMP impõe restrições ao HTML e , o que pode levar à perda de elementos interativos do seu site WordPress, como formulários de inscrição e pop-ups de saída. Isso pode prejudicar suas taxas de conversão, pois os proprietários de sites não conseguem incentivar os usuários a se inscreverem, preencherem formulários de contato ou comprarem produtos.

Menor número de visualizações de página em dispositivos móveis

O Google AMP não exibe barras laterais ou outros recursos de descoberta de conteúdo do seu site, resultando em uma redução significativa no número de visualizações de página por usuários móveis. Alguns especialistas em experiência do usuário afirmam que o botão “fechar” na parte superior das páginas AMP incentiva os usuários a retornarem à pesquisa do Google após lerem o artigo, em vez de navegarem pelo site.

Menos engajamento do usuário

Muitos sites dependem da interação dos usuários, como widgets para compartilhamento em redes sociais, classificações, comentários, entre outros. O Google AMP torna difícil para os proprietários de sites manterem os usuários engajados e interagirem com o conteúdo.

É a hora de desativar o Google AMP?

A decisão de desativar o Google AMP no WordPress depende das características do seu site. Pode ser interessante continuar usando o AMPS caso usuários móveis sejam a maioria do seu público. No entanto, se você já experimentou o Google AMP e percebeu que ele afetou negativamente suas taxas de conversão, é recomendável desativá-lo. É importante ressaltar que o Google não penaliza sites que não utilizam o AMP. Ainda é possível melhorar a velocidade e o desempenho do seu site para competir por uma audiência de pesquisa móvel.

Curte nosso blog? Então compartilhe nas redes!

Deixe um comentário